Lançamento

ONG Nariz Solidário lança livro com histórias de ações voluntárias em hospitais; Pinó vai distribuir o conteúdo

Vivian Faria
03/06/2024 16:22
Thumbnail
Conexão. Mais do que distração ou diversão, é esse o termo que melhor descreve o que acontece quando palhaços voluntários entram em um hospital para interagir com os pacientes internados, seus acompanhantes e até os profissionais da saúde.
Sim, os palhaços distraem aquelas pessoas da realidade que estão vivendo por alguns minutos e fazem-nas se divertir. Mas, para que isso aconteça, é preciso que tanto voluntários quanto pacientes estejam abertos a um encontro que envolve atenção, escuta e doação – e que marcam tanto quem recebe essas visitas quanto quem as faz.
Desses encontros surgem histórias e reflexões – 31 das quais foram registradas no livro “Encontros, risos e outras molduras: um breve retrato da arte da palhaçaria em hospitais”, obra produzida pela Associação Nariz Solidário que será lançada nesta quarta-feira (5) em um evento voltado para profissionais do SUS e, também, disponibilizada em versão digital na internet.
Associação Nariz Solidário atua há dez anos para ressignificar a experiência hospitalar.
Associação Nariz Solidário atua há dez anos para ressignificar a experiência hospitalar.
“Começamos a elaborar o projeto do livro faz uns dois anos, mas desde que criamos a organização – e estamos com 10 anos –, é uma prática nossa registrar as memórias”, conta o diretor e presidente da ONG, Eduardo Roosevelt. São elas que compõem o livro, junto com ilustrações assinada por Glaucia Regina e reflexões mais profundas sobre esse tipo de trabalho e o impacto que ele tem nas pessoas.
O objetivo, conforme Roosevelt, é não só possibilitar que outras pessoas tenham acesso a essas histórias, mas também criar um produto focado nos públicos envolvidos nesse processo – palhaços, pacientes e profissionais da saúde – “para que eles possam ver essas histórias de forma inspiradora, transformadora”.
Outro ponto é a valorização e a desmistificação do trabalho desenvolvido pelos palhaços. “Quando falamos do palhaço no hospital, isso é sempre muito romantizado”, afirma o diretor da Nariz Solidário. “Quisemos colocá-los como protagonistas".

Parceria

O livro conta com uma versão impressa, cuja primeira edição, com mil exemplares, será distribuída dentro de hospitais durante as ações do grupo; outra digital, que pode ser acessada gratuitamente no site da instituição; e, pensando em acessibilidade, um audiolivro, também com distribuição gratuita.
Além disso, tanto os textos quanto as ilustrações que os acompanham serão publicados no site Casa Pinó, em uma parceria entre a ONG Nariz Solidário e a Pinó. O objetivo é permitir que as histórias e mensagens da entidade cheguem a ainda mais pessoas a partir deste canal. A parceria também envolveu a gravação do audiolivro no estúdio da Pinó.
“Acreditamos que ações como essa são fundamentais para quebrar a dor e o sofrimento das pessoas em situações hospitalares. Ter uma pessoa capacitada, com as técnicas e ferramentas adequadas, é essencial para realizar essa transformação com segurança, oferecendo um novo olhar sobre a doença e criando uma experiência mais positiva e humanizada para os pacientes”, afirma a head da Pinó, Andrea Sorgenfrei, sobre a importância do trabalho da ONG.
Serviço
  • O quê? Lançamento do livro “Encontros, risos e outras molduras: um breve retrato da arte da palhaçaria em hospitais”
  • Quando? Dia 5 de junho, às 14h
  • Onde? No auditório do Centro de Capacitação e Desenvolvimento Humano da FEAS, anexo ao Hospital Municipal do Idoso Zilda Arns (Rua Lothário Boutin, 90, Pinheirinho, Curitiba - PR).
  • Entrada gratuita, mediante inscrição. Evento voltado para profissionais do Sistema Único de Saúde. A partir da mesma data, o e-book e o audiolivro também serão disponibilizados para os interessados no site da ONG.

Enquete

É tempo de festa junina! Nessa época, onde a diversão é garantida?

Newsletter

Receba um resumo dos nossos conteúdos no seu e-mail!