Cuidados com a pele

Pele seca e sensível no frio? Veja como cuidar dela para recuperar e manter saúde e viço

Patrícia Sankari
04/06/2024 11:46
Thumbnail

Com os cuidados corretos, a pele passa pelo outono saudável e bonita. | Bigstock

Olhar-se no espelho e perceber a pele mais seca, os lábios rachados e as linhas de expressão mais evidentes é comum no outono e no inverno. É que o ar vai se tornando mais seco e a pele, camada do corpo que está em contato com ele o tempo todo, sente os efeitos.
De acordo com a médica dermatologista da Clínica Dominique Vivian Simões Pires, a diminuição da umidade costuma fazer com que a pele perca mais água também, resultando em ressecamento, aspereza e descamação. A partir disso, ela pode se tornar mais sensível e suscetível a irritações, vermelhidão e coceira – e pode também ver surgir linhas finas, rugas e flacidez.
Se a pessoa tiver condições de pele pré-existentes, como eczema e dermatite, há risco de agravamento, levando a surtos e desconforto.
Basta, porém, mudar alguns hábitos para garantir que a pele se mantenha saudável na estação. “O primeiro passo é prestar atenção aos sabonetes, tanto para o corpo quanto para o rosto. A pele, que talvez estivesse muito oleosa no verão, tende a mudar no outono. Portanto, trocar para um sabonete mais suave é uma boa opção”, explica Valeria Zanela Franzon, médica dermatologista e professora da Escola de Medicina e Ciências da Vida da PUCPR.
Segundo ela, os sabonetes syndet, que são detergentes sintéticos sem sabão em sua fórmula, são uma boa alternativa, pois limpam sem agredir a pele, mantendo a camada de ceramidas – lipídios naturalmente presentes no tecido cutâneo, responsáveis por proteger a pele e impedir a perda de umidade para o ambiente.
Problemas pré- existentes, como dermatites, podem agravar se não houver o cuidado correto.
Problemas pré- existentes, como dermatites, podem agravar se não houver o cuidado correto.
Outro ponto importante é manter a hidratação. A dica das dermatologistas é a utilização de hidratantes, que podem ser loções mais leves ou cremes mais oclusivos, dependendo do nível de ressecamento da pele.
Hidratantes mais densos são indicados para peles mais secas e, principalmente, para peles maduras. Para as naturalmente mais oleosas, recomenda-se produtos à base de ácido hialurônico ou hidratantes para pele mista à base de vitamina C. Além disso, é importante não esquecer dos lábios, que também podem ressecar. Por isso, utilizar bálsamo labial hidratante pode evitar rachaduras e ressecamento.
Porém, não basta apenas hidratar por fora, é importante cuidar de dentro para fora. “Beber água suficiente é essencial para manter a pele hidratada, especialmente durante os meses mais frios. Ajustar sua rotina de cuidados com a pele para o outono é a chave para manter sua pele saudável e radiante durante toda a estação”, ressalta Vivian.
Se não conseguir ingerir quantidade suficiente de água, várias bebidas e alimentos também contribuem para a hidratação do corpo. Entre eles estão chás sem cafeína; frutas e vegetais com alto teor de água, como melancia, pepino, melão e morangos; e sopas e caldos à base de vegetais.

Aquecedores e banhos quentes

À medida que as temperaturas caem, os banhos costumam esquentar e os aquecedores entram em cena para deixar os ambientes aconchegantes – hábitos esses que também acarretam maior ressecamento da pele, além do agravamento de doenças pré-existentes, da ampliação da sensibilidade cutânea, da dilatação dos poros e do envelhecimento precoce.
Conforme Vivian, para minimizar esses efeitos, é importante evitar banhos muito longos e quentes, além de utilizar umidificadores para manter a umidade do ar em ambientes fechados.
Outra dica é apostar em produtos voltados para a manutenção da umidade da pele. “Hoje, temos produtos, principalmente para face e para corpo, que fazem como se fosse uma barreira de proteção para que a pele não perca sua umidade natural para o ambiente”, ressalta Valeria.

Protetor solar

Muitas pessoas esquecem de usar protetor solar nos dias nublados ou com neblina e acabam queimando a pele. “Nessa época, também são comuns os ‘veranicos’, períodos de calor fora de época, o que muitas vezes leva à exposição solar desprotegida. A pele mais seca fica mais sensível, aumentando as chances de desidratação e dermatites”, alerta Vivian.
É importante consultar um dermatologista para entender qual tipo de produto é melhor para sua pele.
É importante consultar um dermatologista para entender qual tipo de produto é melhor para sua pele.
Por isso, mesmo com a diminuição da exposição solar direta durante o outono, é extremamente importante utilizar protetor solar ao longo do dia. Afinal, os raios UV continuam mesmo em dias nublados. Além disso, segundo Vivian, os danos causados pelo sol são cumulativos ao longo da vida, tornando essencial a proteção regular para prevenir danos à pele a longo prazo.

Proteção estendida

Quem esquece ou não gosta de reaplicar o protetor solar pode optar por filtros solares que oferecem proteção por mais tempo, de acordo com Valeria. Há alternativas com quatro e até oito horas de proteção. Para isso, consulte um dermatologista, que poderá orientar sobre os produtos mais indicados para sua pele e sua demanda.

Enquete

É tempo de festa junina! Nessa época, onde a diversão é garantida?

Newsletter

Receba um resumo dos nossos conteúdos no seu e-mail!